Diariamente prejuízos de ordem moral e material são causados contra pessoas que utilizam o serviço prestado por um banco ou agente financeiro. Muitas vezes estes prejuízos ultrapassam o simples transtorno ou o mero dissabor, causando feridas psicológicas permanentes ou sérias perdas financeiras que, invariavelmente, interferem nas suas vidas.
Os motivos para a ocorrência destes prejuízos são diversos. A atividade bancária e as relações estabelecidas entre banco e cliente são massificadas, e daí decorre a grande maioria dos problemas.

Dada a quantidade de operações que acontecem no dia a dia do universo bancário, não raras vezes os clientes são afetados por falhas na prestação dos serviços, cometidas pelos próprios bancos ou por terceiros. Fato é que os bancos são responsáveis civilmente, na condição de fornecedor, por eventuais falhas ocasionadas na prestação desses serviços, haja vista que todos os produtos ofertados no mercado devem oferecer a qualidade que deles se espera.

Deste modo, sempre que houver um dano desta natureza o agente bancário tem o dever de repará-lo através de indenização que satisfaça a dor moral ou prejuízo material, ou ao menos ofereça algum conforto ao consumidor vitimado.

Dentre as falhas cometidas pelo banco passíveis de indenização estão: cadastro indevido nos órgãos de proteção ao crédito; fraude bancária; descumprimento de ordem judicial; e etc.

Com ampla experiência no assunto, o objetivo da Heerdt Advogados é promover a satisfação de seus clientes, tendo como irrenunciáveis valores a ética, a qualidade técnica e a humanização, analisaremos minunciosamente seu caso e o orientaremos da melhor maneira possível, garantindo assim os seus direitos e evitando abusos.

Mais sobre Direito Bancário